'Eu Nunca' - Versão Literária

9/29/2017

Tenho a dizer que quando vi que a Tita do canal "O Prazer das Coisas" tinha acabado de publicar um vídeo intitulado "Jogo: Eu Nunca Literário" fiquei muito surpreendida e empolgada. E porquê? Porque o único jogo "Eu Nunca" que eu conheço e que já tive o (des)prazer de jogar é o jogo de beber, onde cada vez que alguém responde "Eu já" esse alguém tem de emborcar um shot de uma bebida alcoólica qualquer. E pensei que fosse isso mesmo que a Tita ia fazer no vídeo, beber um shot por cada resposta positiva.

Mas está tudo bem, afinal não há bebida nenhuma envolvida e é só a parte interessante do jogo! O que é uma decisão muito ponderada, se é que posso dar a minha opinião. Afinal, a primeira e última vez que decidi participar nessa brincadeira acabei a falar com o senhor da televisão. Felizmente que, nos últimos seis anos, só tenho tocado em álcool para os brindes de Ano Novo, e é assim que quero manter as coisas.


Podem ver o vídeo original clicando aqui, onde a Tita apresenta a ideia do jogo e nos surpreende a todos com a incrível pontuação de três pontos! Basicamente, por cada "Eu já" que respondermos a uma pergunta, descontamos um ponto dos originais 20 com que começamos. Vamos ver como me saio!
 
1) Eu nunca comecei um livro que não terminei
Eu já. Como já mencionei na última TAG que fiz (cliquem aqui para ler), não gosto de não acabar os livros. Mas aconteceu uma vez com o 'Eragon' e, mesmo assim, fui lê-lo por completo uns anos depois de ter desistido.

2) Eu nunca saltei partes ou capítulos de um livro
Eu já saltei partes mas não capítulos. Livros que me vêm à cabeça agora são, por exemplo, "As 20000 Léguas Submarinas" onde o Júlio Verne decide, volta e meia, preencher páginas inteiras sobre as ordens taxonómicas das criaturas marinhas, e o "1984", uma obra excelente, mas que tem lá uma parte para o final onde inserem um livro dentro do próprio livro e que eu confesso que li muito na diagonal.

3) Eu nunca li partes do texto mais à frente para saber o que ia acontecer
Eu já. É uma coisa que evito fazer, mas é verdade que o fiz nos últimos dois livros do Harry Potter para tentar perceber se as minhas personagens preferidas ainda estavam vivas e de boa saúde. Pelas mesmas razões, fiz o mesmo mais recentemente com os livros do George R.R. Martin, da série 'Game of Thrones', onde  ia procurar adiante se os nomes das personagens ainda apareciam no início dos capítulos (cada capítulo tem a indicação do personagem que detém o POV desse mesmo capítulo). Agora que penso, se calhar foi por causa disso que o Martin, a partir de uma certa altura, começou a não usar sempre os nomes oficiais das personagens nos POV... hum.


4) Eu nunca vi quantas páginas tem o capítulo que estou a ler ou que vou começar
Eu já, all the time, todos os dias, com todos os livros. Como só costumo ler mais à noite, há que fazer contas à vida e ver se dá para ler o capítulo antes da hora em que tenho de começar a tentar adormecer, em teoria. Ver as páginas que faltam para acabar o capítulo em que estou já não faço tanto uma vez que só em caso de ataque nuclear é que deixo um capítulo a meio.

5) Eu nunca espreitei o final da história para saber como termina
Eu já, mais uma vez com 'Game of Thrones' - não com o final da história, que ainda é desconhecido, mas com o final dos livros. Spoilers são uma coisa que não me incomoda particularmente. Eu sou aquela pessoa que está a ver um filme pela primeira vez e já está na Wikipedia a ler o plot do filme. A cena do 'wow' e da 'surpresa' não são muito para mim, quero saber aqui e agora o que é que vai acontecer!

6) Eu nunca li mais do que um livro ao mesmo tempo
Eu já. Até há uns meses atrás, eu apregoava que isso era coisa que nunca me iriam ver a fazer. Mas este Verão cedi pela primeira vez, devido às maratonas literárias em que participei. Aliás, actualmente estou a ler "A Jangada de Pedra" e, por causa do projecto Pottermania2, estou a ler também o "Harry Potter e o Cálice de Fogo".  Não é uma heresia tão grave como eu pensava, isto de ler mais que um livro simultaneamente. Mas prefiro continuar a manter só uma leitura activa de cada vez.

7) Eu nunca comprei uma trilogia ou série completa de uma só vez
Eu nunca. Já namorei, por várias vezes, alguns box-sets bem bonitos de algumas séries, mas nunca cheguei a comprar nenhum.

8) Eu nunca comprei mais do que uma edição do mesmo livro
Eu já, algumas vezes. De salientar aqui as três edições que tenho da série Harry Potter, sendo que ainda quero uma quarta em hardcover e em inglês. Também já comprei umas edições mais bonitas de alguns dos meus clássicos preferidos, nomeadamente "Oliver Twist", "A Volta ao Mundo em 80 dias" e "Os Três Mosqueteiros". Quando uma pessoa gosta muito, quer ter o mais bonito na estante, não é verdade?

9) Eu nunca cheirei livros na livraria
Eu nunca. Sei que aparentemente é uma coisa relativamente comum entre algumas pessoas desta esfera, o cheirar livros novos. Eu nunca tive esse fetiche, lamento.


10) Eu nunca dobrei o canto de uma página para marcar onde ia
Eu nunca, nunca, nunca. Seja livro emprestado, seja meu, seja novo, seja velho, seja bom, seja mau, nunca dobrei as folhas. Mais depressa escrevo o número da página na palma da mão do que dobro os cantos.

11) Eu nunca usei a orelha do livro para marcar onde ia
Eu nunca, embora só com 99,9% de certezas. É apenas muito improvável porque sempre que pego num novo livro (seja para começar em casa ou eventualmente noutro sítio) ponho dentro dele um marcador. Tenho actualmente em casa uma caixa com mais de 200 marcadores, não tenho motivos para andar a dobrar páginas ou a usar badanas.

12) Eu nunca gostei mais da adaptação ao cinema ou TV do que do livro
Eu já. Numa rara ocasião, decidi ver o filme antes de ler o livro e fiquei tão apaixonada pela adaptação que o livro não me pareceu tão bom.  Estou a falar do "Gone Girl", escrito pela Gillian Flynn e adaptado ao grande ecrã com Rosamund Pike (roubada nos Oscars desse ano, se me é permitido opinar) e Ben Affleck. E olhem que eu odeio o Ben Affleck, não sei bem porquê, e até ele esteve decente neste filme. Uma muito agradável surpresa.

13) Eu nunca me arrependi de ter visto uma adaptação ao cinema ou TV de um livro
Eu nunca. Eu não sou muito de ver filmes de maneira geral, cansa-me um bocado e também não tenho especial interesse em ver filmes depois de ler os respectivos livros. O contrário já é mais provável acontecer, eu ver um filme e depois querer comprar o livro em que se baseou. Assim de repente, não me vem à memória nenhuma adaptação que tenha sido particularmente dolorosa.

14) Eu nunca gostei mais da continuação de uma trilogia/série do que do primeiro livro
Eu já, e ainda bem que assim é. Se há coisa que me irrita é quando uma série começa com uma premissa muito interessante e depois vai decaindo com os volumes, como Hunger Games e Eragon. Felizmente, a maior parte das séries que leio (que não são muitas), tende a ir em crescendo em termos de qualidade.


15) Eu nunca planeei as leituras do mês
Eu nunca. Nunca tive nenhuma maneira especial de planear leituras, até porque nunca fui de deixar muitos livros por ler acumular na estante. O mais perto que estive disso foi nos últimos três meses com as maratonas literárias, e mesmo assim não tinha nenhuma ordem pensada. Ao sabor do vento e da vontade é que a gente está bem

16) Eu nunca inventei uma desculpa para não emprestar livros
Eu nunca, mas também porque felizmente nunca tive muitas pessoas a pedir-me livros emprestados.  Ter amigos e colegas que não gostam muito de ler também tem destas vantagens. Se gosto de emprestar? Não, nem por isso. Principalmente porque eventualmente acontecem situações como a actual; emprestei um livro da Dorothy Koomson a uma das minhas melhores amigas, HÁ UM ANO ATRÁS, e ainda estou à espera que ela o acabe e o devolva. Sim Sara, estou a falar para ti. Estou farta de ver aquele vazio na minha prateleira!

17) Eu nunca sublinhei/escrevi num livro
Eu já, mas apenas nos livros para a escola - Memorial do Convento, Frei Luís de Sousa, Os Maias, Felizmente Há Luar! - porque me dava mais jeito para estudar posteriormente. É uma coisa que até há uns tempos considerava pavorosa , mas tenho vindo a atenuar essa minha revolta recentemente.

18) Eu nunca chorei a ler um livro
Eu já. É raro, sim, mas um livro também não tem de me fazer chorar para me deixar emocionada. Estou a lembrar-me, por exemplo, de um livro da Jodi Picoult, 'Para a minha irmã'. Eu nem estava a gostar muito da história, mas aquela cena repentina no final... foi muito inesperada para mim e, quando dei por mim, já estava em lágrimas.

19) Eu nunca deitei fora um livro
Eu nunca. Já despachei alguns para quermesses e fundos de baús, mas ainda não deitei nenhum fora.

20) Eu nunca li um livro na casa-de-banho (a.k.a. trono)
Eu já! Sem querer prolongar demasiado a criação de imagens menos decentes nas vossas mentes, o 'trono' é o sítio onde eu devo ler mais, depois da cama. Já que uma pessoa tem de ir à casinha para fazer as suas coisas que a fisiologia exige, por que não levar qualquer coisa para entreter? Sinceramente, acho que até prefiro a casa-de-banho à cama, porque na última é muito fácil começar a dar-me o sono depressa demais. Bom, acho que já se percebeu a ideia.


E assim finalizo este "Eu Nunca" literário! Como me saí? Bem, analisando as respostas, parece que fiquei com uma pontuação final de
8 pontos!

Ena, estava à espera que fosse pior! Só posso dizer que ainda bem que não há bebida envolvida, porque 12 shots... não sei bem onde iria parar. Ainda me dava na cabeça para fazer qualquer coisa maluca, como saltar de um prédio ou ler outro livro da Sarah J. Maas...

Brincadeiras à parte, não desesperem, espero postar novas opiniões em breve. São os posts que mais gosto de escrever, mas são também aqueles que me dão mais trabalho a fazer. Ahh, estas dualidades da vida que não ajudam ninguém...

You Might Also Like

4 comentários

  1. Olá Mariana,
    Antes de mais, muito obrigada por teres respondido ao jogo que criei =) Fico mesmo muito contente por as outras pessoas terem gostado a ideia e também quererem responder. E foste a primeira =D
    Eh lá, não conhecia essa versão de beber shots quando se responde "Eu já" e ainda bem que não fiz assim porque, no meu caso teria que beber 17 e acho que já nem conseguiria ler as categorias LOL
    8 pontos é muito bom! E adorei as tuas respostas pois somos parecidas em algumas coisas ;)
    Mais uma vez, muito obrigada por teres respondido <3
    Beijinhos e boas leituras

    O Prazer das Coisas | Facebook | Youtube | Goodreads

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, o "Eu Nunca" é um jogo de bebida muito popular e era a única versão que conhecia, por isso fiquei tão surpreendida, ahahah :p

      De nada, é um desafio muito engraçado, tenho a certeza que mais pessoas vão participar em breve também! É sempre uma maneira de ficarmos a conhecer melhor a relação dos outros com os livros :)

      beijinhos e boas leituras!

      Eliminar
  2. PAHAHAHAH BEBIDA!! OMD, Isso fez-me lembrar os jantares da faculdade...
    Eu nunca li um livro na casa-de-banho (a.k.a. trono) ... essa tua resposta foi um máximo! Sem dúvida alguma estás de parabéns por causa dos teus oito pontos! :o
    Beijinhos ^^

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esse "Eu Nunca" a beber já era muito popular no meu secundário x) Mas na faculdade também os há, eheh :p Já desde pequenina que gosto de ir ler para a casa de banho.. são hábitos, ahahah. Obrigada, não me correu muito mal :D beijinhos!

      Eliminar

Já me fartei de falar, agora é a vossa vez! Comentários são ~sempre~ bem-vindos!